segunda-feira, 28 de abril de 2014

SEM TÍTULO (ME DEPARO COM JESUS CAMINHANDO AO MEU LADO.)

Me deparo com Jesus caminhando ao meu lado.
Orquídeas crescem em seu corpo,
Acentuadamente perfumadas.
Jesus é um orquidário
Acompanhando meus passos
Ora guiados pelo prazer lúdico da blasfêmia.
Ele me conhece, sabe que sou Judas
(Um Judas mais sincero, enfim).
Porém também se soube
Que Judas foi de Jesus o maior aliado.
Jesus é um orquidário caminhante,
E seus cabelos madeixam
A impressão do infinito.
Há beleza em muita coisa:
Jesus caminhando coberto de orquídeas,
Esperma escorrendo da boca de uma mulher,
Um reflexo fazendo de uma unha
O espelho do mundo.
Jesus é mesmo medicinal:
Às vezes parece Buscopan na veia
Aliviando a cólica renal.
Outras vezes parece arnica
Aliviando a dor no pescoço.
E ainda outras vezes parece espinheira santa
Aliviando a gastrite.
Toda conversão deveria ser
Esta conversão também do cotidiano.
Nem só de desejo cósmico vive o homem.
Quando Jesus fala, exala uma orquídea sonora.
Seus olhos de analgésico e de sono carinhoso
Te envolvem em um sentimento ingênuo
Que convive com a inteligência.
Jesus me confessa que os dedos
De Baudelaire quase tocaram o rosto de seu Pai,
E que ele é um espírito de luz.
Também confessa que Sade
Foi um homem interessante.
Um pouco exagerado, mas interessante;
E que ainda está sendo tratado
De algumas obsessões
Que não lhe faziam bem.
Perguntei se no Céu só havia franceses
E ele me respondeu que era óbvio que não.
Por fim, me revela alguns segredos da vida
Meio desinteressantes,
E me diz que o mistério interessa mais.
Sempre que penso em paz e alívio,
Penso em orquídeas.

Um comentário:

Skyline Spirit disse...

pretty nice blog, following :)